Buscar
  • Rafael Pestille

Produtividade e autogestão no Home Office

Até que o COVID-19 chegasse ao Brasil implicando em mudanças drásticas para vários setores, o estilo de trabalho remoto (Home Office) não era muito cogitado entre as empresas brasileiras, embora a prática já venha sendo inserida em outros países de formas bastante diversificadas e adaptáveis. Pensar nesse estilo de trabalho para o Brasil, por vezes gerava certa insegurança e muitas dúvidas sobre a eficácia desse modelo de trabalho. Afinal de contas, muitas empresas e muitos colaboradores estão adaptados à submissão de uma gestão autocrática/autoritária, em que a presença e cobrança constante do líder são consideradas fundamentais para o bom desempenho dos funcionários.



Se este modelo remoto de trabalho se tornará predominante após o final da Pandemia, ainda não sabemos: como vimos na News #GestãoEmocional, ainda estamos na 2ª parte do processo Estrutural de todas as mudanças que temos vivido, e não sabemos quando tudo vai passar, nem como vai ficar quando passar. Essa incerteza ainda vai um pouco além:


Enquanto alguns estudos apontam os benefícios de se trabalhar remotamente, outros, trazem à tona a importância e os benefícios de se ter um local específico para trabalhar fora de casa e manter contato com diferentes pessoas nesse ambiente.


Em todo caso, o que tem mais relevância agora não é descobrirmos qual desses estudos é “mais correto”. Em situações de muitas incertezas no futuro, o melhor a se fazer, é focar no presente. O fato é que o Home Office chegou como uma medida paliativa para a situação da Pandemia, continua sendo o estilo mais predominante de trabalho atual, e precisamos conseguir transitar bem nisto independentemente de ser apenas uma solução momentânea, ou de haver a possibilidade dessa ser mesmo uma nova tendência entre as Organizações.


Separamos algumas dicas para ajudar você manter a organização em seu local remoto de trabalho e fazer a manutenção da sua saúde emocional:


· Siga uma rotina:

A organização espaço-temporal auxilia o cérebro a se organizar e preparar para as tarefas que estão por vir. Separar o momento de trabalho sempre da mesma maneira envia “pistas” do que está por vir para o cérebro, e o poupa de gastar energia para compreender aquele novo contexto. Ah, isso vale também para a hora de terminar o trabalho!

· Mantenha você e o ambiente organizados:

estudos recentes da Universidade de Princetown mostraram que o Córtex Cerebral é afetado por desordem visual, podendo existir maior dificuldade para concentração quando o ambiente está bagunçado. Além disso, vestir-se com uma roupa menos “à vontade” em casa, além de também servir como pista cerebral, é responsável por alterar nossa postura social diante das tarefas.

· Faça uma coisa de cada vez:

A neurociência diz que a capacidade de ser multitarefas consiste apenas em alternamos o foco de uma atividade para a outra, frequentemente – o que pode levar à sobrecarga cognitiva, e elevar a sensação de ansiedade. “Ir com calma” nas atividades é fundamental para quem deseja ser produtivo.

· Inclua na agenda um tempo para você:

Encare como se fosse um compromisso inadiável. Para conseguirmos funcionar bem, precisamos cuidar das nossas necessidades. Um carro sem gasolina, não anda. Da mesma forma você, sem autocuidado, não conseguirá funcionar bem por muito tempo.

Separar um tempo para interagir com a família ou com os amigos, por ligação ou vídeochamada, manter a alimentação equilibrada, dormir horas suficientes, desconectar-se, relaxar no sofá ouvindo música são ações protetivas da saúde emocional, e imprescindíveis para manter a produtividade elevada e estável no trabalho.

· Delegue funções

Não se obrigue a dar conta de tudo sozinho. Além de a sobrecarga provocar estresse, ela diminui as chances da tarefa ser concluída com êxito. Peça ajuda quando precisar. Delegar funções pode auxiliá-lo a manter sua produtividade, e equilibrar seu estado emocional.

Sempre válido lembrar que somos seres sociáveis, com necessidades específicas. Estar atento a elas e tomar atitudes de prevenção diante do contexto em que estamos é fundamental para fazer uma boa gestão das emoções, e assim, manter a produtividade no dia-a-dia. Por Leda Souza

8 visualizações0 comentário