Buscar
  • Rafael Pestille

Quando a produtividade se torna uma inimiga: saiba identificar os primeiros sinais de estresse

Que ser produtivo é muito importante, nós sabemos, ou, pelo menos, já ouvimos falar.

Mas além disso, você alguma vez já associou que produtividade tem algo a ver com os lemas “trabalhe enquanto os outros dormem”, “trabalhe enquanto os outros se divertem”, entre outros?


Pois bem, a produtividade é uma competência pessoal que pode ser lapidada e desenvolvida por todos. No contexto atual em que vivemos, de ritmo muito acelerado e pessoas multitarefas, tem-se falado mais sobre ela, de forma às vezes nem tanto esclarecedora.





Produtividade nada mais é que “a capacidade de realizar o máximo de trabalho possível com o mínimo de recursos necessários”, é uma otimização do tempo e das tarefas, sempre levando em conta o equilíbrio entre qualidade e quantidade. Os jargões que vêm se associando à produtividade ultimamente são, na verdade, contraproducentes, à medida que colocam a quantidade sempre acima da qualidade e distribuem por aí a ideia de que, ser produtivo, é funcionar a 220v todos os dias, a todo momento!


No post sobre Produtividade e Autogestão no Home Office, vimos algumas dicas para manter uma boa organização na rotina do trabalho remoto, e dentre elas, uma falava sobre tirar um tempo para cuidar de si mesmo, e a outra, sobre seguir uma rotina. Para que sejamos produtivos, saber a hora de parar é tão importante quanto saber a hora de começar! Como vimos, produtividade é a capacidade de gerenciar bem nossos recursos, e nosso recurso mais precioso é o tempo! Por esse motivo, muitos confundem produtividade com pressa, e sem saber se organizar, vivem numa verdadeira corrida para cumprir com as tarefas que precisam ser entregues, às vezes, martelando a mente horas a fio quando na verdade, esta já está como uma fruta seca: espreme, espreme, e já não sai nada!


Viver nesse ritmo sempre muito acelerado, dificuldade para se organizar, fazer longas jornadas de trabalho, com poucas ou nenhuma pausa, acompanhados por pensamentos de autocobrança e incapacidade, acabam se tornando fontes de estresse no dia-a-dia. A princípio, ele libera em nosso organismo os famosos neurotransmissores chamados Cortisol e Adrenalina, que são responsáveis por nos manter em estado de alerta, vigor, e auxiliar a manter a Atenção Concentrada.


O problema, porém, não é em passar por esse estresse esporadicamente, mas quando ele começa a se tornar muito presente no dia-a-dia, ao invés de nos auxiliar, começa a nos atrapalhar, podendo não apenas fazer o efeito contrário a todos os benefícios, como também ser precursor de quadros psicopatológicos como Síndrome de Burnout ou Depressão, por exemplo. A tendência é que a quanto mais estresse nos submetemos, menos produtivos ficamos; a sensação de frustração aparece, autocobrança aumenta, e esse ciclo continua.


Como saber se sua organização está contribuindo para que você tenha uma boa produtividade, ou se essa falsa produtividade (trabalha muito, mas rende pouco) está cooperando para o aumento de seus níveis de estresse? Saiba identificar alguns sinais e sintomas do estresse:


Cognitivos:

- Dificuldade para manter atenção;

- Problemas de memória (para reter novas informações ou lembrar de informações já aprendidas)

- Pensamento acelerado ou constantemente preocupado

- Pessimismo

Físicos:

- Dores de cabeça ou estomacais constantes

- Sensação de cansaço constante

- Alterações no sono (insônia ou muita sonolência)

- Imunidade baixa ( sempre ficando resfriado, gripado)

Se identificou com alguns desses indicativos? Talvez esteja na hora de repensar sua compreensão sobre Produtividade, e reorganizar sua rotina e forma de trabalho (confira nosso post Produtividade e Autogestão no Home Office), pois a produtividade se torna uma inimiga apenas quando temos uma compreensão equivocada sobre o que ela seja.

Por fim, atente-se a isto: a produtividade é apenas uma das competências mais desejáveis em um profissional no mercado atual. Além dela, existem várias outras Skills importantes de se desenvolver! Por Leda Souza

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo